13 de maio de 2013

Reflexão... "o nunca"

Frequentemente caímos em contradição ao usarmos a palavra "nunca", pois tudo muda, a vida da muitas voltas... E entre uma volta e outra acabamos fazendo aquilo que dizíamos que "nunca" faríamos...  É como diz o antigo ditado: "Nunca diga; desta água não beberei." Olha ai! Mais uma vez a palavra nunca!  Mas sabe que no ditado ela faz todo o sentido... ;)

12 de maio de 2013

Pra você Mãe...

Trouxe-me ao mundo, aguentou toda dor e sorriu ao me ver pela primeira vez...

Você me ensinou como caminhar;
Você me ensinou como amar;
Você me ensinou como respeitar;
Você me ensinou como escrever... 

Você me ensinou o que é certo, e o que é errado;
Você me ensinou o que é bonito, e o que é feio... 

Com você eu aprendi o que é verdade,
Com você eu aprendi a ser responsável,
Com você eu aprendi a dar valor ao que realmente importa... 

Com você eu aprendo a cada dia que passa! 

Com você eu me sinto em paz e protegida... 

Com você eu sou muito mais feliz!

Você está comigo em todos os momentos da minha vida;
Foi você a dona das maiores surpresas;
E é você que eu tenho toda certeza que daria a vida por mim!

Sempre amiga!

Podem todos me crucificar, mas sei que saberás a verdade e com
  todas suas forças irá me defender como ninguém me defenderia!

Está presente em todos os felizes e tristes momentos da minha vida...

Por mais que eu cresça e amadureça, sempre serei seu fruto, 
e você o meu orgulho da  raiz de minha existência...

Te amo de forma insubstituível!

Da mesma forma que deseja a mim saúde e felicidade, desejo-te também com toda certeza que tenho, em nome do grande valor que você tem pra mim! Quero que saiba que eu tento o máximo ser a melhor filha do mundo, pois eu vejo o quanto você precisa ser amada... 

Que Deus continue te abençoando  e iluminando a cada momento,
 que os seus sonhos sejam realizados nos momentos certos e, que eu esteja presente em todos eles!

A Você, Mãezinha, Feliz dia das Mães!
Te amo muito. Minha Mãe Amiga! 

11 de maio de 2013

A todas as mães...

(Na foto: eu e minha mãe, minha mãe e a mãe dela; minha avó!)

"Mãe carinhosa... 
Mãe dengosa...
Mãe amiga, mãe irmã...
Mãe de todos nós, mãe das mães...
Mãe dos filhos...
Mãe-avó: duas vezes mãe... 
Mãe que também é pai...
Mãe lutadora e companheira...
Mãe educadora, mãe mestra...
Mãe analfabeta, sábia mãe...
Mãe do silêncio, mãe comunicação...
Mãe dos doentes e dos sãos...
Mãe de quem magoou e de quem perdoou...
Mãe rica, mãe pobre...
Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram...
Mãe dos guerreiros e dos guerreados...
Mãe que sorri, mãe que chora...
Mãe que abraça e afaga...
Mãe presente, mãe ausente...
Mãe do sagrado, mãe da luz...
Mãe de jesus e mãe nossa...
Mãe, simplesmente mãe!
Eu não sei o que seria de mim, se a
 minha não estivesse sempre ao meu lado!"

Com carinho a todas a mães. Feliz dia das Mães !!! 

10 de maio de 2013

Ingrid...

Minha mãe encontrou esse gif sobre meu nome...  Muito fofo não é?  Amei! ;)  rsrs

8 de maio de 2013

8 de Maio, Dia da paz ( A lenda da Flor de Lótus)

Certo dia, à margem de um tranqüilo lago solitário, cuja margem se erguiam frondosas árvores com perfumosas flores de mil cores, e coalhadas de ninhos onde aves canoras chilreavam, encontraram-se quatro elementos irmãos: o fogo, o ar, a água e a terra.
- Quanto tempo sem nos vermos em nossa nudez primitiva - disse o fogo cheio de entusiasmo, como é de sua natureza. É verdade - disse o ar. - É um destino bem curioso o nosso. À custa de tanto nos prestarmos para construir formas e mais formas, tornamo-nos escravos de nossa obra e perdemos nossa liberdade. - Não te queixes - disse a água -, pois estamos obedecendo à Lei, e é um Divino Prazer servir à Criação. Por outro lado, não perdemos nossa liberdade; tu corres de um lado para outro, à tua vontade; o irmão fogo, entra e sai por toda parte servindo a vida e a morte. Eu faço o mesmo. - Em todo o caso, sou eu quem deveria me queixar - disse a terra - pois estou sempre imóvel, e mesmo sem minha vontade, dou voltas e mais voltas, sem descansar no mesmo espaço. - Não entristeçais minha felicidade ao ver-nos com discussões supérfluas.- tornou a dizer o fogo -  É melhor festejarmos estes momentos em que nos encontrarmos fora da forma. Regozijemo-nos à sombra destas árvores e à margem deste lago formado pela nossa união. Todos o aplaudiram e se entregaram ao mais feliz companheirismo. Cada um contou o que havia feito durante sua longa ausência, as maravilhas que tinham construído e destruído. Cada um se orgulhou de se haver prestado para que a Vida se manifestasse através de formas sempre mais belas e mais perfeitas...

Em meio de tão grande alegria, existia uma nuvem: o homem. Ah! como ele era ingrato. Haviam-no construído com seus mais perfeitos e puros materiais, e o homem abusava deles, perdendo-os. Tiveram desejo de retirar sua cooperação e privá-lo de realizar suas experiências no plano físico. Porém a nuvem dissipou-se e a alegria voltou a reinar entre os quatro irmãos...

Aproximando-se o momento de se separarem, pensaram em deixar uma recordação que perpetuasse através das idades a felicidade de seu encontro. Resolveram criar alguma coisa especial que, composta de fragmentos de cada um deles harmonicamente combinados, fosse também a expressão de suas diferenças e independência, e servisse de símbolo e exemplo para o homem...
Houve muitos projetos que foram abandonados por serem incompletos e insuficientes. Por fim, refletindo-se no lago, os quatro disseram: - E se construíssemos uma planta cujas raízes estivessem no fundo do lago, a haste na água e as folhas e flores fora dela? - A ideia pareceu digna de experiência.
- Eu porei as melhores forças de minhas entranhas - disse a terra - e alimentarei suas raízes.
- Eu porei as melhores linfas de meus seios - disse a água - e farei crescer sua haste.
- Eu porei minhas melhores brisas - disse o ar - e tonificarei a planta.
- Eu porei todo o meu calor - disse o fogo - para dar às suas corolas as mais formosas cores.
Dito e feito. Os quatro irmãos começaram a sua obra. Fibra sobre fibra foram construídas as raízes, a haste, as folhas e as flores. O sol abençoou-a e a planta deu entrada na flora regional, saudada como rainha!

Quando os quatro elementos se separaram, a Flor de Lótus brilhava no lago em sua beleza imaculada, e servia para o homem como símbolo da pureza e perfeição humana...

Consultaram-se os astros, e foi fixada a data de 8 de maio - quando a Terra está sob a influência da Constelação de Taurus, símbolo do Poder Criador - para a comemoração que desde épocas remotas se tem perpetuado através das idades. Foi espalhada esta comemoração por todos os países do Ocidente, e, em 1948, o dia 8 de Maio se tomou também o "Dia da Paz".

Bonita lenda não...?  Que a paz invada os nossos corações e nossa alma, não só nesse dia, mas em todos os dias do ano! Que a paz não seja apenas uma sensação, mas um estado de espirito que nos acompanhe por toda nossa existência, e para além dela...
Feliz dia da paz! Muita paz e muita luz a todos! :)

7 de maio de 2013

100 Posts!

Cheguei ao centésimo post !!!
Obrigada a todos que me me visitam aqui no "meu cantinho"... Que leem, que comentam... os que visitam sempre, os que visitam de vez em quando rs... Aos que acompanham desde o inicio e os recém chegados... Obrigada a todos vocês que fazem deste espaço um cantinho muito especial pra mim! E graças a esse meus "cantinho" conheci e me torei amiga de pessoas muito especiais! Quado eu podia imaginar, lá o inicio, nos primeiros posts, que esse blog me renderia  frutos...  A amizade de vocês! Obrigada pelo carinho de todos! Sintam-se sempre a vontade e voltem sempre!!!!!!!!!!!!!  :)

E em comemoração aos 100 posts, estou preparando um novo layout para o blog!
Aguardem, em breve estará pronto! ;)

Beijos!